MONTADORAS TERÃO IPI MENOR SE AUMENTAREM EFICIÊNCIA DO ETANOL

25/06/2014 16:44

Em breve a gasolina vendida nos postos de todo o país poderá conter mais etanol em sua composição. Isso porque o governo está discutindo com empresas e entidades do setor a possibilidade de aumentar de 25% para até 27,5% a quantidade do biocombustível na gasolina. A medida é uma reivindicação do setor sucroalcooleiro que está passando por um momento de crise.

 

Para incentivar o uso cada vez maior do etanol, outras medidas também estão sendo tomadas. Recentemente, o governo anunciou que as montadoras que conseguirem maior eficiência energética do biocombustível terão desconto adicional de até dois pontos percentuais nas alíquotas do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). A ideia é que a relação de consumo entre etanol hidratado e a gasolina seja superior a 75%, fazendo com que os carros flex tenham uma quilometragem maior com um litro de etanol.

 

Com um etanol mais eficiente, o governo estaria estimulando o seu uso pelos proprietários de carros flex que ainda optam pela gasolina. Afinal, quem possui esse tipo de carro e opta pelo combustível derivado do petróleo está em busca de performance e eficiência. Caso as montadoras consigam desenvolver motores que sejam mais amigáveis ao uso do etanol, isso poderia significar o fim da crise pela qual passa o setor além de abrir novas perspectivas para os seus produtos derivados.

 

O ministro do Desenvolvimento, Mauro Borges, disse que a quantia que seria usada para pagar o IPI pode ser aplicada pelas empresas montadoras para pesquisa e desenvolvimento para a criação de motores flex mais eficientes com o uso de etanol. Motores com essa capacidade trariam benefícios tanto para a indústria quanto para o consumidor, que terá uma opção mais eficiente de combustível, mais barato e que não prejudique os mecanismos do veículo.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!